sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

BIG BROTHER BRASIL


BIG BROTHER BRASIL

Que me perdoem os ávidostelespectadores do Big Brother Brasil (BBB), produzido e organizado pelanossa distinta Rede Globo, mas conseguimos chegar ao fundo do poço...A decimal primeira (está indo longe!) edição do BBB é uma síntese do que há de pior na TV brasileira. Chega a ser difícil,... encontrar as palavras adequadas para qualificar tamanho atentado à nossa modesta inteligência.


Dizem que em Roma, um dos maiores impérios que o mundo conheceu, teve seufim marcado pela depravação dos valores morais do seu povo, principalmentepela banalização do sexo. O BBB é a pura e suprema banalização do sexo.Impossível assistir, ver este programa ao lado dos filhos. Gays, lésbicas,heteros... todos, na mesma casa, a casa dos "heróis", como são chamados porPedro Bial. Não tenho nada contra gays, acho que cada um faz da vida o quequer, mas sou contra safadeza ao vivo na TV, seja entre homossexuais ouheterosexuais. O BBB é a realidade em busca do IBOPE... Veja como PedroBial tratou os participantes do BBB. Ele prometeu um "zoológico humanodivertido" . Não sei se será divertido, mas parece bem variado na suamistura de clichês e figuras típicas. Pergunto-me, por exemplo, como umjornalista, documentarista e escritor como Pedro Bial que, faça-se justiça,cobriu a Queda do Muro de Berlim, se submete a ser apresentador de umprograma desse nível. Em um e-mail que recebi há pouco tempo, Bial escrevemaravilhosamente bem sobre a perda do humorista Bussunda referindo-se à penade se morrer tão cedo.


Eu gostaria de perguntar, se ele não pensa que esse programa é a morte dacultura, de valores e princípios, da moral, da ética e da dignidade.Outro dia, durante o intervalo de uma programação da Globo, um outrorepórter acéfalo do BBB disse que, para ganhar o prêmio de um milhão e meiode reais, um Big Brother tem um caminho árduo pela frente, chamando-os deheróis. Caminho árduo? Heróis?


São esses nossos exemplos de heróis?


Caminho árduo para mim é aquele percorrido por milhões de brasileiros:profissionais da saúde, professores da rede pública (aliás, todos osprofessores), carteiros, lixeiros e tantos outros trabalhadores incansáveisque, diariamente, passam horas exercendo suas funções com dedicação,competência e amor, quase sempre mal remunerados..Heróis, são milhares de brasileiros que sequer têm um prato de comida pordia e um colchão decente para dormir e conseguem sobreviver a isso, todo santo dia.


Heróis, são crianças e adultos que lutam contra doenças complicadíssimasporque não tiveram chance de ter uma vida mais saudável e digna.Heróis, são aqueles que, apesar de ganharem um salário mínimo, pagam suascontas, restando apenas dezesseis reais para alimentação, como mostrado emoutra reportagem apresentada, meses atrás pela própria Rede Globo.


O Big Brother Brasil não é um programa cultural, nem educativo, nãoacrescenta informações e conhecimentos intelectuais aos telespectadores, nemaos participantes, e não há qualquer outro estímulo como, por exemplo, oincentivo ao esporte, à música, à criatividade ou ao ensino de conceitoscomo valor, ética, trabalho e moral.


E ai vem algum psicólogo de vanguarda e me diz que o BBB ajuda a "entender ocomportamento humano". Ah, tenha dó!!! Veja o que está por de tra$$$$$$$$$$$$$$$$ do BBB: José Neumani da RádioJovem Pan, fez um cálculo de que se vinte e nove milhões de pessoas ligarema cada paredão, com o custo da ligação a trinta centavos, a Rede Globo e aTelefônica arrecadam oito milhões e setecentos mil reais. Eu vou repetir:oito milhões e setecentos mil reais a cada paredão.Já imaginaram quanto poderia ser feito com essa quantia se fosse dedicada aprogramas de inclusão social: moradia, alimentação, ensino e saúde de muitosbrasileiros? (Poderiam ser feitas mais de 520 casas populares; ou comprar mais de 5.000 computadores!) Essas palavras não são de revolta ou protesto, mas de vergonha e indignação,por ver tamanha aberração ter milhões de telespectadores.


Em vez de assistir ao BBB, que tal ler um livro, um poema de Mário Quintanaou de Neruda ou qualquer outra coisa..., ir ao cinema..., estudar... , ouvirboa música..., cuidar das flores e jardins... , telefonar para um amigo... ,visitar os avós... , pescar..., brincar com as crianças... , namorar... ousimplesmente dormir.



*Assistir ao BBB é ajudar a Globo a ganhar rios de dinheiro e destruir o queainda resta dos valores sobre os quais foi construída nossa sociedadeA FAMILIA!*

Autoria desconhecida

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

APAIXONE_SE POR UM HOMEM GRANDE

Nós homens nos caracterizamos por ser o sexo forte, embora muitas vezes caiamos por debilidade.
Um dia, minha irmã chorava em sua casa… Com muita saudade, observei que meu pai chegou perto dela e perguntou o motivo de sua tristeza.
Escutei-os conversando por horas, mas houve uma frase tão especial que meu pai disse naquela tarde, que até o dia de hoje ainda me recordo a cada manhã e que me enche de força.
Meu pai acariciou o rosto dela e disse: “Minha filha, apaixone-se por Um Grande Homem e nunca mais voltará a chorar”.
Perguntei-me tantas vezes, qual era a fórmula exata para chegar a ser esse grande homem e não deixar-me vencer pelas coisas pequenas…
Com o passar dos anos, descobri que se tão somente todos nós homens lutássemos por ser grandes de espírito, grandes de alma e grandes de coração, O mundo seria completamente diferente!
Aprendi que um Grande Homem… Não é aquele que compra tudo o que deseja, porque muitos de nós compramos com presentes a afeição e o respeito daqueles que nos cercam.


Meu pai lhe dizia:

“Não se apaixone por um homem que só fale de si mesmo, de seus problemas, sem preocupar-se com você… Enamore-se de um homem que se interesse por você, que conheça suas forças, suas ilusões, suas tristezas e que a ajude a superá-las.
Não creia nas palavras de um homem quando seus atos dizem o oposto.
Afaste de sua vida um homem que não constrói com você um mundo melhor. . Ele jamais sairá do seu lado, pois você é a sua fonte de energia…
Foge de um homem enfermo espiritual e emocionalmente, é como um câncer matará tudo o que há em você (emocional, mental, física, social e economicamente)
“Não dê atenção a um homem que não seja capaz de expressar seus sentimentos, que não queira lhe dar amor.
Não se agarre a um homem que não seja capaz de reconhecer sua beleza interior e exterior e suas qualidades morais.
Não deixe entrar em sua vida um homem a quem tenha que adivinhar o que quer, porque não é capaz de se expressar abertamente.
Não se enamore de um homem que ao conhecê-lo, sua vida tenha se transformado em um problema a resolver e não em algo para desfrutar”.
Não se apaixone por um homem que demonstre frieza, insensibilidade, falta de atenção com você, corra léguas dele.
Não creia em um homem que tenha carências afetivas de infância e que trata de preenchê-las com a infidelidade, culpando-a, quando o problema não está em você, e sim nele, porque não sabe o que quer da vida, nem quais são suas prioridades.
Por que querer um homem que a abandonará se você não for como ele pretendia, ou se já não é mais útil?
Por que querer um homem que a trocará por um cabelo ou uma cor de pele diferente, ou por uns olhos claros, ou por um corpo mais esbelto?
Por que querer um homem que não saiba admirar a beleza que há em você, a verdadeira beleza… a do coração?
Quantas vezes me deixei levar pela superficialidade das coisas, deixando de lado aqueles que realmente me ofereciam sua sinceridade e integridade e dando mais importância a quem não valorizava meu esforço?
Custou-me muito compreender que GRANDE HOMEM não é aquele que chega no topo, nem o que tem mais dinheiro, casa, automóvel, nem quem vive rodeado de mulheres, nem muito menos o mais bonito.
Um grande homem é aquele ser humano transparente, que não se refugia atrás de cortinas de fumaça, é o que abre seu CORAÇÃO sem rejeitar a realidade, é quem admira uma mulher por seus alicerces morais e grandeza interior.
Um grande homem é o que cai e tem suficiente força para levantar-se e seguir lutando…
Hoje minha irmã está casada e feliz, e esse Grande Homem com quem se casou, não era nem o mais popular, nem o mais solicitado pelas mulheres, nem o mais rico ou o mais bonito.
Esse Grande Homem é simplesmente aquele que nunca a fez chorar… É QUEM NO LUGAR DE LÁGRIMAS LHE ROUBOU SORRISOS…
Sorrisos por tudo que viveram e conquistaram juntos, pelos triunfos alcançados, por suas lindas recordações e por aquelas tristes lembranças que souberam superar, por cada alegria que repartem e pelos 3 filhos que preenchem suas vidas.
Esse Grande Homem ama tanto a minha irmã que daria o que fosse por ela sem pedir nada em troca…
Esse Grande Homem a quer pelo que ela é, por seu coração e pelo que são quando estão juntos.
Aprendamos a ser um desses Grandes Homens, para vivenciar os anos junto de uma Grande Mulher e NADA NEM NINGUÉM NOS PODERÁ VENCER!
Envio esta mensagem aos meus AMIGOS “HOMENS” , para que lhes toque o coração e tratem de fazer crescer esse GRANDE homem que vive dentro deles.
E às minhas amigas “mulheres” para que SAIBAM ESCOLHER ESSE GRANDE HOMEM QUE DEUS TEM PARA ELAS.

segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

Ser feliz ou ter razão???


Para reflexão...
Oito da noite, numa avenida movimentada. O casal já está atrasado para
jantar na casa de uns amigos. O endereço é novo e ela consultou no mapa
antes de sair. Ele conduz o carro. Ela orienta e pede para que vire, na
próxima rua, à esquerda. Ele tem certeza de que é à direita. Discutem.
Percebendo que além de atrasados, poderiam ficar mal-humorados, ela
deixa que ele decida. Ele vira à direita e percebe, então, que estava
errado. Embora com dificuldade, admite que insistiu no caminho errado,
enquanto faz o retorno. Ela sorri e diz que não há nenhum problema se
chegarem alguns minutos atrasados. Mas ele ainda quer saber: - Se tinhas
tanta certeza de que eu estava indo pelo caminho errado, devias ter
insistido um pouco mais... E ela diz: - Entre ter razão e ser feliz,
prefiro ser feliz. Estávamos à beira de uma discussão, se eu insistisse
mais, teríamos estragado a noite!

MORAL DA HISTÓRIA:
Esta pequena história foi contada por uma empresária, durante uma
palestra sobre simplicidade no mundo do trabalho. Ela usou a cena para
ilustrar quanta energia nós gastamos apenas para demonstrar que temos
razão, independentemente, de tê-la ou não. Desde que ouvi esta história,
tenho me perguntado com mais frequência: 'Quero ser feliz ou ter razão?'
Outro pensamento parecido, diz o seguinte: 'Nunca se justifique. Os
amigos não precisam e os inimigos não acreditam.......
Eu já decidi... EU QUERO
SER FELIZ e você?